[swfobj src="http://www.blogdomazzarino.com.br/wp-content/uploads/2012/12/bannerPortal-Mazza.swf" width="468" height="60" align="center" allowfullscreen="false"]

    Curtas #820

    Cerveja

    Faltam poucos dias para o verão e a indústria da cerveja de todas as marcas no Brasil não conseguiu, mais uma vez, produzir uma publicidade inteligente, criativa e bem humorada para o grande mercado de consumidores.

    Relvado

    O poder legislativo de Relvado deverá ser comandado em 2018 pela vereadora Anadir Scatolla Nardi (PMDB).

    Nova Bréscia

    O vereador Leandro Dadalt (PP) será o futuro presidente do poder Legislativo de Nova Bréscia em 2018.

    Festival

    No ano de 2018 não deverá acontecer o Festival da Mentira de Nova Bréscia, evento que bota o nome da cidade na mídia e na cabeça das pessoas sem grandes investimentos. É o que ouvi numa conversa em Nova Bréscia quando lá estive no sábado.

    Líder

    O líder do governo Adroaldo Conzatti (PSDB) e Enoir Cardoso (PP), no legislativo de Encantado será o vereador Luciano Moresco (PT).

    Pedágio

    Em Encantado algumas lideranças querem uma alternativa ao pedágio. Entre os líderes estão o vereador Marino Deves (PP), futuro presidente do legislativo e o futuro líder do governo Luciano Moresco (PT). Podemos concluir que a possibilidade do fato acontecer é possível. Resta saber se 2018, que é um ano eleitoral, permitirá a execução do referido projeto.

    Natal

    A agência dos Correios, de Encantado, recebe cartas e pedidos de crianças. Leitora informa que oito crianças ainda não foram atendidas. O fone da agência é (51)-3751-1123. Sejamos práticos, sim!

    Trajes

    O presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia, em reuniões, nos finais de semana, em Brasília, fica mais esportivo. Algo como camisas pólo, jeans e tênis. Já em Encantado, ontem, numa reunião sobre câmeras de vídeo, ato oficial, algumas autoridades optaram pela bermuda. Imagine no verão..

    Comentar

    Janot

    É apenas uma opinião, sem base em nenhuma informação. O procurador geral da República, Rodrigo Janot, deixa o cargo nos próximos dias.  Não creio que ele encerre seu longo trabalho em silêncio jurídico. Penso que não sai  sem querer deixar marcas, posições e imagens sobre o que foi feito. Será uma manifestação à sociedade e também um acerto de contas com os bastidores de Brasília. Inclusive com operação e repercussão na grande mídia. Volto a dizer, é apenas uma opinião. Aguardemos.

    Comentar